Archive for the 'Metodos de Rebaixamento' Category

25
ago
09

Metodos de Rebaixamento

Metodos de rebaixamento

O método é bem simples, é feita a desmontagem da parte da suspensão do veículo, afim da mola poder ser retirada. Após desmontado, o conjunto é levado para um equipamento que comprime a mola, que é retirada do amortecedor. A mola é cortada, (solda, esmeril ou outro tipo de equipamento) e a ponta que foi cortada é geralmente encapada com uma “mangueira”, para evitar possíveis ruídos. Depois deste processo o conjunto da suspensão é montado novamente. Este trabalho é feito na maioria das oficinas e fica em torno de R$ 70,00.

Tem que se fazer o mesmo processo da desmontagem da suspensão para as molas poderem ser retiradas. As molas são contraídas com a ajuda de um equipamento e são levadas posteriormente para um forno, onde ficam por algum tempo. Depois são retiradas e resfriadas, assim mantem sua compressão. Geramente as molas são resfriadas em um banho de oléo para serem re-temperadas. O processo tem que ser feito por um bom profissional, pois o risco de quebra da mola é maior após ela ser aquecida. O preço fica em aproximadamente R$ 150,00.

Esse método consiste em aquecer dois ou três elos, fazendo-os se juntarem até encostar uns aos outros. Depois de encostados, eles são soldados para não baterem entre si. Essa técnica deixa o carro até que “macio”, se for comparado com o corte das molas. O serviço tem que ser feito por um bom profissional para não comprometer a mola. Esse método pode até ser feito sem a desmontagem do conjunto da suspensão. O preço fica em torno de R$ 100,00 dependendo da forma de aquecimento utilizado.

O telescópio é base de apoio da mola (aquela parte onde a mola fica apoiada). Se esta parte for deslocada para baixo, não será necessário cortar muitos elos para rebaixar o carro. Esse serviço é feito geralmente em carros que tiram mais de 2 elos ao serem rebaixados. Abaixando o telescópio, obtêm-se maior conforto do que apenas cortar os elos da mola. A média de preço é de R$ 190,00 à R$ 450,00 (varia de acordo com a oficina especializada e do serviço prestado).

Neste método, o que é modificado é a rosca superior de fixação. Esta rosca, é aumentada em um torno mecânico que corta a sua aste, fazendo com que o amortecedor suba para dentro do carro, juntamente com todo o conjunto (amortecedor / mola). Não sendo necessário cortar muitos elos para rebaixar o carro. Este método deixa o carro até que confortável, se comparado com o método onde só as molas são cortadas. Preço do serviço aproximadamente R$ 180,00.

21
ago
09

Perguntas de rebaixamento

Um carro rebaixado pode “rachar”?

           Sim, todo carro rebaixado corre este risco (calma não é sempre que acontece), mas você estará correndo este risco tirando apenas 1.0 elo, é claro que o risco será bem maior se tirar 4.0 elos por exemplo. Porém, isto depende muito de onde você anda com seu carro e é claro do próprio carro, pois cada um reagirá diferentemente; uns tem a suspensão mais forte outros mais fraca. O importante é que independente do carro e do método utilizado para rebaixa-lo, é imprencidível ter cuidado e fazer manutenções periodicas para saber como anda a suspensão do seu carro e manter a segurança do mesmo.

 

Qual é o melhor método para se rebaixar um carro?

           Isto é muito relativo, pois cada carro é de um jeito. Do mesmo jeito que uma pessoa se sente melhor de chinelo ou de tênis. Vai de carro pra carro. O melhor mesmo, é ir a uma oficina especializada (com tradição em rebaixar) e pedir auxilio aos mecânicos que poderão te explicar melhor e tirar todas as possíveis dúvidas. Conseguindo assim, escolher a melhor e mais adequada forma de rebaixar o seu carro.

 

Porque o carro rebaixado “pula” e fica mais “duro” do que os outros?

           Isto ocorre porque o cursor da mola do carro rebaixado, é menor do que o amortecedor original. Com isso o amortecedor não trabalha direito, por isto é recomendado sempre que rebaixar um carro, colocar amortecedores esportivos ou de competição para adequar a mola ao amortecedor, melhorando um pouco a maciez e o “pula-pula” comuns em carros rebaixados.

 

Depois de rebaixar o carro tem como levanta-lo novamente?

           É claro que sim, é só trocar as molas cortadas, aquecidas ou comprimidas por molas originais. Caso tenha utilizado outro método, é só trocar as peças esportivas, pelas originais do automóvel. Mas lembre-se, guarde as molas cortadas, aquecidas ou comprimidas que você tinha no seu carro, pois caso queira rebaixa-lo novamente será apenas necessário trocar as molas.




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.