21
ago
09

Dicas sobre como proteger seu carro

Seguros para seu Carro

Contratar um seguro ainda é um negócio complicado para a maioria das pessoas. O desconhecimento que o consumidor tem do seguro, seja ele de qualquer tipo, o transforma em presa fácil para as armadilhas, como as inúmeras “vantagens” oferecidas pelas seguradoras na hora de vender o seu serviço.
Como o seguro, por lei, tem de ser contratado por intermédio de uma corretora, o consumidor precisa estar atento. Escolher uma corretora idônea no mercado é meio caminho andado para evitar problemas futuros.
Com uma boa pesquisa de preços o consumidor poderá constatar a diferença. Sem ela o consumidor corre o risco de pagar de 50% a 200% a mais pelas mesmas coberturas em diferentes seguros.
A escolha de um bom corretor é importante. Ele é quem vai representar o segurado junto à seguradora e providenciar qualquer documentação exigida para indenização.
O interessado em fazer um seguro, qualquer que seja o tipo, deve analisar e avaliar suas reais necessidades para não pagar por coberturas que não serão utilizadas.

Seguro Obrigatório

O DPVAT ( Danos Pessoais de Veículos Automotores e Terrestres), mais conhecido como Seguro Obrigatório, deve ser pago anualmente por todos os proprietários de veículo, junto com o IPVA (Imposto sobre Veículos Automotores) na época do licenciamento e o valor é único para todos os veículos de passeio nacionais ou importados.
É utilizado para ressarcimento e indenização em casos de atropelamento e acidentes com ferimento; ou que resulte em invalidez temporária ou permanente; ou com morte, envolvendo carro ou transporte coletivo – ônibus locais, interestaduais ou internacionais.
No caso de morte a indenização é paga aos dependentes legais – pais, filhos, esposa ou companheira.
A indenização nos casos de invalidez e morte é de R$ 5.081,79. No caso de acidentes com ferimentos e atropelamento, o reembolso é de R$ 1.524,50, para ressarcimento das despesas médicas, se o atendimento for em hospitais particulares.Não há reembolso para hospitais públicos.
O seguro deve ser pago ainda que a vítima não possa identificar o veículo que provocou o acidente. O pedido da indenização é simples, mediante apresentação da cópia do Boletim de Ocorrência expedido pelo Detran, deve -se solicitar em qualquer seguradora associada à Federação Nacional de Seguros ou para o seu corretor seguros. A apresentação do Boletim de Ocorrência é condição básica para reembolso, ressarcimento ou indenização.
O consumidor deve tomar cuidado com grupos especializados em fraudes do DPVAT. Eles abordam às vítimas na porta dos hospitais, pegam procuração para receber o seguro e somem com o dinheiro e/ou cobram até 60% de comissão.
Nunca é demais ressaltar que as seguradoras são obrigadas a atender e ressarcir o beneficiário e se houver recusa, denuncie no Procon.


0 Responses to “Dicas sobre como proteger seu carro”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: